Nosso propósito

UM TRABALHO QUE CAIBA NA SUA VIDA E NÃO O CONTRÁRIO

Apesar do desenvolvimento tecnológico ter possibilitado mais flexibilidade e autonomia na execução de trabalhos, o mercado não se adaptou na mesma velocidade para se beneficiar dessas transformações. Apesar da abundância, talentos ainda são desperdiçados.

Mulheres com boa formação, que valorizam ser bem-sucedidas em suas carreiras, que investiram tempo e recursos em seu desenvolvimento, que são boas naquilo e fazem, e que se comprometem com planos e projetos, ainda são compelidas a escolhas que sacrificam sua vida pessoal ou profissional.

A PLAANA acredita no potencial de planos de carreira e trabalho construídos para acolher a inteireza de mulheres que escolhem ser tudo o que desejam ser. Nessa visão é possível fazer escolhas que não necessariamente impliquem em renúncias absolutas ou no esgotamento.

Por isso sua missão é ser um ponto de encontro entre mulheres que sentem que tem muito a oferecer e pessoas e organizações que compartilham da intenção de trabalhar não apenas com profissionais dotadas de um bom currículo, mas com seres humanos que valorizam a construção da própria história.

Por trás de um bom currículo existe um ser humano com uma história.

A PLAANA existe para cuidar que essas mulheres sintam que têm um lugar onde elas podem administrar sua carreira com autonomia, sem deixar de lado a motivação original de construir uma trajetória profissional bem sucedida.

 Nossa história

A PLAANA nasceu de um compromisso pessoal de sua fundadora consigo mesma: o de parar de tentar se encaixar para ter um lugar no mercado de trabalho. Como muitas mulheres, Mêneti, fundadora da PLAANA, ingressou na faculdade acreditando que o gênero não influenciaria o desenvolvimento de sua carreira.

 

A experiência, contudo, a fez perceber que de fato, todos partiam

do mesmo ponto, com igualdade de oportunidades, mas em um dado

momento, o caminho para mulheres começava a se tornar tortuoso.

Mêneti percebeu, que muito embora não exista um obstáculo absoluto, a

mulher ao desejar desempenhar outros papéis para além do profissional se

expõe a complexos e variados desafios na construção de seu modelo de

trabalho. Esses desafios progressivamente as distanciam dos homens e, as

afastam delas mesmas e do estilo de vida que gostariam de ter.

Conforme o tempo foi passando e ela se viu abraçando novas responsabilidades, a angústia e a culpa por não ser o suficiente começou a pesar. E uma nova vontade surgiu: seguir investindo em sua carreira e desenvolvimento profissional, mas no seu ritmo, do seu jeito.O que muitos chamam de movimento de desaceleração, foi percebido por Mêneti como uma escolha consciente para ter um trabalho que caiba na sua vida, e não o contrário.

Toda empresa sente vontade de poder contar com profissionais competentes, disponíveis e independentes

Que reconhecem o valor e a qualidade daquilo que fazem e por isso assumem a responsabilidade de zelar por sua reputação pessoal dentro dos compromissos profissionais.

A PLAANA é a ponte que conecta essas duas vontades.